mariana muniz

atriz, bailarina e coreógrafa. Nasceu em Pernambuco, onde começou seus estudos de dança e formou-se no Rio de Janeiro pela Escola do Teatro Municipal. Em 1974 encontrou-se com Klauss e Angel Vianna e, desde então, dedica-se ao trabalho com teatro e dança contemporânea. Trabalhou com Klauss e, em 1983, mudou-se para São Paulo. Participou de muitas produções importantes em teatro; e na dança ela cria solos, frutos de suas investigações no campo das relações entre a palavra e o movimento, e das percepções que se tem do corpo em movimento, tanto no Ocidente como no Oriente. Sobre seu trabalho, Helena Katz, crítica de dança, escreveu: "Em cada uma de suas realizações, sempre ofereceu sínteses entre o que carregava no seu corpo de profissional de dança e as demandas específicas do fazer teatral”.

Atualmente, Mariana Muniz dá continuidade ao seu fazer artístico participando como diretora e intérprete de espetáculos teatrais e criando os seus próprios espetáculos junto com a sua companhia – Cia. Mariana Muniz de Teatro e Dança -, onde mistura, de maneira muito própria, o teatro com a dança, em parceria com o arquiteto CLÁUDIO GIMENEZ. Além de atriz e bailarina, Mariana Muniz é eutonista, formada em 2008 pelo IV Curso de Formação em Eutonia e ex - docente da Faculdade de Dança da Universidade Anhembi-Morumbi.

PRÊMIOS

• Prêmio Denilto Gomes de Dança da Cooperativa Paulista de Dança de Difusão da Dança (2015);

• Prêmio Shell de Teatro/indicação de melhor atriz (2009);

• Prêmio Dança em Pauta do CCBB _ Centro Cultural Banco do Brasil com “2 Reflexos” (2006);

• Prêmio Dança em Pauta do CCBB _ Centro Cultural Banco do Brasil com “Mover-se” (2002);

• Prêmio Itaú Rumos da Dança com “Túfuns” (2001);

• APCA de melhor intérprete em dança em "Dantea" (2000);

• APCA de melhor autora-intérprete em dança em "Paidiá" (1989);

• APCA de revelação como coreógrafa em "Corpo de Baile" (1988);

• MAMBEMBE de melhor atriz coadjuvante em "Lago 21" (1988);

• APETESP de melhor coreografia em "Pássaro do Poente" (1987);

• APCA de melhor intérprete em "Blas-Fêmeas" (1987);

• APETESP de melhor coreografia em "O Corpo Estrangeiro" (1986).

projetos

• 25º edital de Fomento à Dança da cidade de São Paulo, com o projeto “A Um Passo da Aurora” (2019);

• ProAC nº 05/2018 - Circulação de Espetáculo de Dança - Fados e Outros Afins (2018);

• 20º edital de Fomento à Dança da cidade de São Paulo, com o projeto “Estudo para Fados e Afins” (2016);

• 18º edital de Fomento à Dança da cidade de São Paulo, com o projeto “Trajetória(s) 40 anos” (2015);

• PROAC da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, com o projeto “D’Existir” (2014);

• Funarte Artes Cênicas na Rua, com o projeto “In-corpo-r-ações” (2013);

• PROAC da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, com o projeto “Gestos” (2013);

• ProAC – Programa de Ação Cultural do Governo do Estado, com o projeto “Nucleares na Rua” (2011);

• ProAC – Programa de Ação Cultural do Governo do Estado, com o projeto “2 Mundos” (2011);

• 11º edital de Fomento à Dança da SMC da cidade de São Paulo (2010);

• ProAC – Programa de Ação Cultural do Governo do Estado, com o projeto “Po-éticas” (2010);

• 8ª Edição do Programa Municipal Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, com o projeto “Penetráveis” (2010);

• 5º edital de Fomento à Dança da SMC da cidade de São Paulo, com o projeto “Nucleares” (2009);

• ProAC – Programa de Ação Cultural do Governo do Estado, com o projeto “Speranza! Dona Sperezanza” (2009);

• Funarte de Dança Klauss Vianna, com o projeto “Speranza! Dona Sperezanza” (2009);

• 2ª edital de Fomento à Dança da SMC da cidade de São Paulo, com o projeto “Parangolés” (2007);

• Caravana da Funarte, com o projeto “Rimas no Corpo (2004);

• PAC - Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo, com o projeto “Rimas no Corpo” (2004).

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Vimeo - White Circle
  • Twitter - White Circle