Diário de ensaios e desenvolvimento do “Processo de Estudo para Fados e Afins”

➤Dia 02/06/2016 (Quinta-feira de manhã), ensaio na Cia Balagan.

Testei movimentos partindo das seguintes palavras: “Navegar; Mergulhar; Afundar; Submergir e Emergir”, com variações de dinâmica no chão e emersão com outras variações.

➤ Dia 03/06/2016 (Sexta-feira à noite), o ensaio aconteceu no espaço GHUT. Neste ensaio parti da relação entre o esqueleto humano e o barco (“corpo/barco”). Montei assim essa sequência de anotações :

ESQUELETO

1. BARCO (movimento de empurrar)

2. O OUTRO (condução nas mãos)

3. DUPLO (colado na frente do corpo)

4. MORTE (abraço com rolamento)

5. CABEÇA NA BACIA (fim) Submarino

Nau Catarineta- A Nau Catrineta (Nau Catarineta no Brasil) é um poema

anónimo romanceado, ligada à tradição oral que, segundo Almeida Garrett,

provavelmente foi inspirado na tumultuada viagem do navio Santo António, que

transportou Jorge de Albuquerque Coelho (filho de Duarte Coelho Pereira,

donatário da capitania hereditária de Pernambuco), desde o porto de Olinda, no

Brasil, até o porto de Lisboa, em 1565.

O poema narra as desventuras dos tripulantes durante a longa travessia

marítima - os mantimentos que se esgotaram, a presença de tentação diabólica

e afinal, a intervenção divina, que leva a nau a seu destino. O poema foi

recolhido por Almeida Garrett e incluído no Romanceiro.

Existe também uma versão brasileira musicada por Antônio José Madureira,

com base numa recriação literária efetuada por Ariano Suassuna como o nome

de “Romance da Nau Catrineta”

Trabalhar sobre a ideia de uma nau que se perde no oceano. Que fica sem

rumo.

“Fado” canto de ausência/chamado para o nostálgico//para o que foi, o

passado. Reminiscência.

Quais são os temas?/ O que temos?

Enviar as canções escolhidas, escritas.

Rastros para estruturar TEMA ou células.

Imagens, textos, canções.

6. “se construir como barco” (corpo/barco)- corpo capaz de flutuar e se

deslocar como se estivesse sobre a água. Da importância da relação entre o

peso e deslocamento, as transformações de energia. Corpo que é transporte.

Todos os tecidos com uma forma especial, servindo para “transportar” pessoas:

sinônimo de embarcação.

7. “De Portugal para Recife”

Pernas para que te quero – Canção do Mar, no final. Alegria das pernas em

terra firme.

-Canção do Mar

-Ó sino da minha aldeia

-Há uma música do povo

-Cais

- Nau Bretoa

8. Utilizar vime ao invés de bambu.

9. Ler Agualusa – O Milagrário Pessoal.

10. Poemas Escolhidas de Sophia de Melo Breyner.

11. Walter Hugo Mãe. O Filho de Mil Homens.

12. Pastoris- canções

13. Carpideiras


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Vimeo - Black Circle
  • Twitter - Black Circle