Pós encontro do mês na Eutonia e Estudos de Movimento.

Tornar-me outra vez quem sou. Fados, fados, fados. Carminho. Houve um ritmo no meu sono.

Ensaios, ensaios e mais ensaios. Semana de ensaios. Trabalho com a Máscara neutra. Leitura de O Corpo Poéticode Jacques Lecoq.

Dias 23 e 24/05, terça e quarta-feira, quatro frentes de experimentações. Algumas imagens, fotos de Cláudio Gimenez e muitas ideias.

1. Trabalho sobre a carcaça. Bem embaixo, rente ao chão-imagem do mar, do boiar, do alto –mar. Como se a carcaça estivesse à deriva. Sabor das ondas

(lágrimas). Trabalhar sobre as direções e as gradações de altura até ficar com a carcaça de pé e dançar com ela. Falar talvez o texto de um dos fados,(Ó sino da minha aldeia).

Dançar com giros- espirais- até ficar deitada com ela no colo.

2. Mar e ar-saia com gases. Filó ao vento.

Rolamentos e deslizamentos no chão

até o nível médio. (de lento a muitíssimo lento).

A sequência de fotos acima se refere a esse experimento.

Meta: Humanizar o mar

3. Abraço de a carcaça. Sentir o corpo de ossos. – como se fosse o ser amado- o próprio ser – arquétipo de todos os seres

Trazer a cabeça com o trabalho das mãos

· Segurar a carcaça pelas clavículas.

· Movimento de mergulhar

Mares, rios, poças e gotas!

Lembrar-se de experimentar a imagem de um pano branco amarrado num bambu.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Siga
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Vimeo - Black Circle
  • Twitter - Black Circle